Alergia e sensibilidade nos olhos não podem ser encarados como um quadro normal

“Os velhos olhos vermelhos voltaram”, dito numa das músicas do Capital Inicial, traz consigo uma sensibilidade e possíveis reações alérgicas, irritando completamente a região ocular e gerando desconfortos constantes, a partir de fatores simples do dia a dia, como a exposição a poeira, vento, pelos, entre outros agentes.

Este estado sensível no órgão não é normal e requer um cuidado. O médico oftalmologista do Sistema Hapvida, Breno Barth, explica que os olhos se adaptam aos fatores ambientais que, quando são submetidos, por exemplo, às poeiras, começam a lacrimejar para lavar e servir como proteção a esse tipo de exposição.

Breno alerta que sintomas alérgicos (olhos vermelhos), olho seco ou que ficam lacrimejando de forma exagerada e sem muito controle, atrelado a inchaço e bastante coceira, podem configurar um quadro clínico. “É interessante observar esses pontos e procurar o especialista para detectar os prováveis problemas que ocasionam o lacrimejamento e irritação exagerada. Isso não pode ser encarado como algo comum e a pessoa deve procurar um oftalmologista, para a investigação do agente causador e o tratamento”. Uma equipe multiprofissional pode ser acionada pelo oftalmologista, caso seja detectada a relação com outras doenças ou problemas em demais partes do organismo diretamente relacionado com os olhos.

Prevenção

Pontos de atenção são essenciais e alguns exemplos podem ser citados. O próprio trabalho pode expor aos agentes que irritam os olhos, por isso são necessários os óculos de proteção, evitando o contato direto com poeira, iluminação forte, pelo, fumaça, líquido, entre outros, bastante comuns no ambiente domiciliar também.

A investigação junto ao especialista também é importante para analisar qual agente ambiental é o gatilho para essas crises de irritação; além disso, o oftalmologista pode indicar colírios eficazes para cada situação ou fazer a retirada de resquícios permanentes no globo ocular. Lavar os olhos com soro fisiológico também é uma ótima medida preventiva.