Polícia Federal apreende madeiras ilegais em terras indígenas

Uma operação foi realizada pela Polícia Federal em Terras Indígenas do Alto Turiaçu, Awá e Caru, localizado no Maranhão, contra os crimes ambientais ocorridos nessas áreas protegidas. A ação da cumprimento à decisão judicial proferida pela Justiça Federal, tendo em vista a paralisação das atividades de extração ilegal de madeira e minério, garantia da posse e uso exclusivo dos recursos naturais pelos povos indígenas.

A operação ocorreu durante dez dias pela PF, FUNAI, IBAMA e Força Nacional. Durante as ações foram lavrados autos de infração com multas aplicadas no valor total de R$ 729.500,00 e termos de embargo e Interdição cerca de 600 hectares. Além disso, foram interditadas serrarias e movelarias irregulares, além de apreensões de madeira em tora e beneficiada de variadas essências (maçaranduba, pau santo copaíba, angelin, e um pequizeiro com cerca de 200 anos de existência), além de 3 armas de fogo.

As equipes também localizaram pequenas roças de maconha no interior da terra indígena. Os investigados poderão responder por crimes como receptação qualificada, transporte e depósito de produto de origem vegetal sem licença válida, funcionamento de estabelecimento potencialmente poluidor sem autorização.