Greve dos servidores do Detran entra no segundo dia em todo o estado

A greve dos servidores do Detran segue no segundo dia, nesta quarta-feira (17), e já preocupa quem precisa dos serviços. Os grevistas usam faixas, cartazes e carro de som para chamar a atenção para as reivindicações.

Entre elas, a categoria pede reajustes dos salários que estariam congelados em 1.400 reais há 8 anos, a manutenção do auxílio alimentação para servidores em afastamento legal, fim das terceirizações e a nomeação de aprovados em concurso. Além disso, problemas no sistema de atendimento do Detran também estariam prejudicando a categoria.

De acordo com o sindicato, o movimento que começou nesta segunda-feira seguirá por tempo indeterminado em todo o estado.

Ainda de acordo com os grevistas, 30% dos serviços estariam mantidos na capital e no interior, com o auxílio de estagiários, terceirizados e parte dos servidores que seguem com os atendimentos. 

Por outro lado, o diretor do Detran diz que o movimento foi considerado ilegal pela justiça e que segue mantendo as tentativas de negociações. Quanto aos salários, o problema seria provocado por questões nacionais e uma alternativa estaria sendo buscada.