Novos casos de ebola são detectados no Congo

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou nesta segunda-feira (18) que foram detectados três novos casos de ebola na República Democrática Oriental do Congo. Já são cinco os casos identificados em apenas dez dias.

Para as autoridades de saúde, o surto está relacionado ao de 2018-20, que matou mais de 2.200 pessoas e infectou mais de 3 mil.

Os casos mais recentes foram detectados no distrito sanitário de Butsili, perto da cidade de Beni, onde ocorreu o último surto, informou a OMS em nota.

Do cinco casos confirmados até agora, três pessoas morreram.

De acordo com a OMS, após grandes surtos podem ocorrer outros, causados ​​por infecções latentes que permanecem no sêmen dos sobreviventes. 

Em fevereiro deste ano, foi detectado um aumento de casos, controlado em maio. Nesse período, seis pessoas morreram.

No país, as vacinas têm mostrado impacto significativo no controle do ebola. Na semana passada, os médicos começaram a vacinar os contatos das pessoas que estavam infectadas, usando um imunizante da Merck, uma das duas vacinas contra disponíveis contra o ebola. A outra é fabricada pela Johnson & Johnson.