“Quando perdemos ninguém lembra o que foi feito”, diz Zé Augusto após eliminação

O Moto Club foi eliminado neste domingo na fase de oitavas de finais do Campeonato Brasileiro da Série D, no Estádio Nhozinho Santos. A equipe foi desclassificada após perder para o América de Natal por 4 a 2. Para a torcida, choro e reclamação. Já o técnico Zé Augusto tomou para si a responsabilidade da eliminação na competição nacional.

“Normal no futebol, a tomada de decisão é minha e assumo a responsabilidade. Pensei de uma maneira e deu errado, mas também poderia errar com a outra maneira de jogar. O torcedor não merecia isso, apareceu, empurrou e acreditou na equipe, porém, não deu certo”, disse o treinador.

Além disso, o técnico falou em tom de despedida que o torcedor tem razão de criticar e que nesse momento é necessário esfriar a cabeça para tomar uma decisão. “Não pretendo nada nesse momento, só tenho a agradecer. Tem uma Copa do Nordeste chegando e eu tenho um clima bom no vestiário. Não vou tomar decisão de cabeça quente”, frisou após a partida no Nhozinho Santos.

Avaliação

O treinador destacou que a experiência adquirida levará para o resto da carreira e que estava fazendo um excelente trabalho no time, na sua análise. “Um clube de grande torcida. Quando cheguei estava um clima difícil de trabalhar, e conseguimos trabalhar com essa mistura de experiência e jogadores mais novos. Estava fazendo um ótimo trabalho, mas quando perdemos ninguém lembra e isso é normal. Agora é começar do zero, não sei se aqui ou em outro lugar”, finalizou o treinador.

De acordo com a assessoria do Moto Club, a diretoria irá se reunir na tarde desta segunda-feira para definir o futuro do treinador e os próximos passos do Papão.