19,9% da população maranhense está abaixo da linha da extrema-pobreza

Dados divulgados em um relatório feito pela Organização das Nações Unidas (ONU) na última quarta-feira (29), mostram que o Maranhão é o estado do Brasil com o maior número de pessoas vivendo na miséria. São quase 20% da população abaixo da linha de extrema-pobreza.

Além disso, os dados da ONU mostram que o Maranhão é também o 2º estado do país em que as pessoas menos têm acesso a planos de saúde. Com isso, são 9 em cada 10 maranhenses que dependem exclusivamente do Sistema Único de Saúde (SUS).

No Brasil, os grupos em situação de vulnerabilidade social e econômica são os mais afetados pela pandemia, tornando evidentes as diferenças de acesso à proteção social, educação, emprego, renda e moradia.

*Com agências.