Tóquio dá boas vindas aos jogos paralímpicos

Depois do primeiro grande evento em meio à pandemia de coronavírus (as Olimpíadas), desta vez o Japão recebe o principal evento poliesportivo para atletas com deficiência organizado pelo Comitê Paralímpico Internacional (CPI). Quem vibrou com o recorde de 21 medalhas do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio poderá comemorar um número bem maio, ao longo das Paralimpíadas.

Com a cerimônia de abertura acontece no estádio Nacional do Japão e iniciam nesta terça-feira (24) os Jogos da 16ª Paralímpiada da história. Assim como os Jogos Olímpicos, as Paralimpíadas também tiveram de ser adiadas em um ano em virtude da covid-19. Originalmente, os Jogos estavam programados para ocorrer entre 25 de agosto e 6 de setembro de 2020. Será a segunda vez que Tóquio sedia os Jogos Paralímpicos, já que sediaram o evento anteriormente em 1964, na sua segunda edição.

A natação, segunda modalidade com o maior número de representantes, estreia no primeiro dia do evento com grandes nomes da natação nacional e mundial na piscina do Centro Aquático de Tóquio como o multimedalhista Daniel Dias (classe S5), Carol Santiago (S12) e Phelipe Rodrigues (S10). A expectativa é que os atletas do país subam ao pódio nos 12 dias com disputas, até 5 de setembro.