Polícia Civil realiza prisão de homem acusado de praticar golpes em Imperatriz

A Polícia Civil do Maranhão realizou na tarde da última quarta-feira (18), a prisão preventiva de um homem investigado pela aplicação de vários golpes em Imperatriz e em outras cidades do país. A prisão ocorreu em Sergipe, após o acusado ter sido preso pelo mesmo crime no município de Taguatinga, no Distrito Federal.

As investigações sobre a vida do acusado foram realizadas pela Delegacia Especial da Mulher de Imperatriz após uma ex-companheira do homem denunciá-lo por abusos sexuais, psicológicos e financeiros. A mulher, que tem a identidade preservada, relatou que o homem praticou diversos crimes e que tinha processos em vários estados.

As investigações realizadas pela Polícia Civil do Maranhão resultaram na descoberta de diversos boletins de ocorrência e processos judiciais abertos desde roubos de carro, reconhecimento de paternidade, até acusações de estupro e cárcere privado.

Em Imperatriz, há um boletim de ocorrência na Delegacia Especial da Mulher de Imperatriz contra o acusado por delitos de ameaça, cárcere privado e estupro simples, praticados contra outra vítima. Ainda na cidade, existe uma organização religiosa cadastrada em seu nome como “Assembleia de Deus Unção e Avivamento de Imperatriz”.

Já em São Paulo, uma outra vítima prestou queixa contra o homem por tê-la convencido a comprar um carro no valor de 22 mil reais com o dinheiro de uma indenização trabalhista que ela tinha recebido. Neste boletim de ocorrência, a mulher afirma que o “falso pastor” a manteve em cárcere privado e sem celular durante dois dias, realizando diversas ameaças de morte contra ela.

O homem é conhecido por ser pastor itinerante, possuindo em suas redes sociais mais de 40 mil seguidores. Ele foi transferido para Sergipe, onde constam contra ele dois mandados de prisão, além do mandado de prisão expedido pelo Tribunal de Justiça do Maranhão. A identidade do acusado ainda não foi divulgada.

*Com informações da Polícia Civil do Maranhão.