Maranhão recebe novo lote de vacinas Pfizer e CoronaVac com 111.340 doses

O Maranhão recebeu, nesta quarta-feira (4), mais 111.340 doses de vacinas contra a Covid-19, sendo 38.800 doses de CoronaVac, recebidas no turno da manhã e 72.540 doses da Pfizer, que chegaram durante a tarde. Os imunizantes chegam para dar continuidade à Campanha de Vacinação contra a Covid-19 nos 217 municípios maranhenses que, a partir deste lote, receberão também as doses da Pfizer. 

A superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES, Tayara Pereira, explica que todos os municípios maranhenses já estão aptos a utilizar as doses da vacina Pfizer na campanha de vacinação contra a Covid-19. “A partir da chegada deste novo lote de vacinas Pfizer, será feita a ampliação da distribuição das doses para os 217 municípios maranhenses. Todos já estão capacitados para manusear as doses que irão reforçar a campanha de vacinação em todo o Estado”, diz a superintendente da SES, Tayara Pereira. 

Todas as vacinas que chegaram foram encaminhadas para a Central de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos do Maranhão (CEADI-MA), onde estão sendo organizadas para a distribuição aos municípios ainda nesta semana. Com a nova remessa, o Maranhão totaliza 5.677.130 doses recebidas, sendo 1.644.220 doses da CoronaVac, 3.187.600 doses da AstraZeneca, 735.210 doses da Pfizer e 110.100 doses da Jansen. 

No Maranhão, a vacina Pfizer já está em uso nos quatro municípios da Grande Ilha, nos 18 municípios sede das Regionais de Saúde e em outros oito municípios com população acima de 50.000 habitantes. E nesta semana, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) realizou uma capacitação online com representantes de 187 municípios maranhenses que, a partir de agora, também receberão doses desse imunizante. Durante a capacitação, foram repassadas orientações quanto ao transporte, preparo, armazenagem e administração das vacinas da Pfizer. 

“Durante a capacitação, foi demonstrada ainda a manipulação da vacina, ou seja, como preparar um frasco que precisa ser diluído, para posteriormente aspirar as seis doses contidas em cada frasco, e esses frascos após diluídos, precisam manter-se em temperatura entre 2° e 8 °C e utilizarem em até seis horas a totalidade das doses após a diluição”, explica o técnico do Departamento de Controle das Doenças Imunopreveníveis da SES, Saulo Ribeiro. 

No mês de maio deste ano, a Anvisa emitiu parecer prevendo alterações nas condições de armazenamento para a vacina Pfizer, baseado em estudo de estabilidade do produto que amplia o período de armazenamento para 31 dias às temperaturas positivas de 2° a 8°C, proporcionando melhor logística de distribuição e planejamento da vacinação sem risco de perda de doses.