Criança morre carbonizada em uma quitinete na Cidade Operária

Um menino de 7 anos morreu carbonizado na madrugada desta terça-feira (3) em uma quitinete na Cidade Operária. De acordo com a Polícia Civil do Maranhão (PC-MA) os responsáveis pela criança não estavam no local no momento do acidente.

Segundo as testemunhas, o casal teria saído por volta de meia-noite para uma festa e deixaram a criança sozinha no imóvel. Por volta de 2 horas, os vizinhos sentiram um forte cheiro de fumaça e deslocaram-se para conter o fogo até a chegada do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA).

Ao chegarem na residência, os bombeiros encontraram corpo da criança carbonizado no interior do imóvel. A mãe e o padrasto do menino foram conduzidos à Delegacia da Cidade Operária e confirmaram que deixaram a criança sozinha. O casal foi autuado por abandono de incapaz, com resultado em morte, cuja pena máxima é de doze anos de reclusão. Ambos estão à disposição do Poder Judiciário.

O imóvel seguirá isolado até a conclusão da perícia. A Defesa Civil também deverá realizar uma inspeção para verificar se não houve comprometimento da estrutura vizinha.

Este já é o segundo caso de violência registrado contra menores desde o início da semana na capital. No domingo (01) um homem identificado como Erivaldo Campelo Marinho e a sua esposa Patrícia Almeida da Silva foram presos em flagrante após serem suspeitos de maus tratos contra a própria filha de apenas seis anos idade.