Featured Video Play Icon

Com informações do repórter Eduardo Bueno

Foram mais de duas horas de espera por uma ambulância e a vítima do acidente de trânsito na feira do Maiobão, em Paço do Lumiar, foi atendida, mas em outra cidade. Histórias como essa se repetem no município da Região Metropolitana de São Luís já que desde outubro do ano passado, o serviço médico de urgência da cidade está sem funcionar.

O motivo é falta de prestação de contas. Como a Prefeitura não informou como estava usando os recursos para o funcionamento do SAMU, o Ministério da Saúde descredenciou o serviço.

Segundo o Tribunal de Contas do Estado, o município de Paço do Lumiar recebeu R$6.540.546, 97 somente para o combate à Covid-19. Segundo a prefeitura, o dinheiro foi gasto com pessoal e medicamentos, porém a gestão não apresentou notas fiscais ou documentos que comprovem os gastos aos vereadores e ao TCE.