Featured Video Play Icon

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, falou com exclusividade para o Bom Dia Maranhão, na manhã desta quarta-feira (14), sobre o combate a Covid-19 no Maranhão. De acordo com Lula, o número de casos ainda é grande e a doença ainda não está controlada.

“Mesmo sem o controle da doença, hoje já conseguimos olhar um cenário mais otimista no Maranhão e no Brasil com o avanço da vacinação”, destacou o secretário.

Segundo Carlos Lula, esse otimismo é resultado do efeito que a vacinação. Mesmo com a aplicação somente da primeira dose em grande parte da população, a vacina faz com que a doença seja controlada e também reflete na queda na mortalidade e diminuição da ocupação dos leitos exclusivos para a Covid-19.

“A tendência é continuar em queda, pois o objetivo é vacinar todo mundo e voltar à normalidade. Mas para isso, esperamos que nada fuja do controle e que nenhuma variante da Covid-19 escape das vacinas que estão sendo aplicadas”, disse.

Outro ponto de destaque foi o Arraial da Vacinação, que elevou a posição do Maranhão nos números de pessoas vacinadas no país. Um dos apelos de Carlos Lula foi sobre a segunda dose da vacina, pois além de garantir a imunização, as pessoas ainda podem ganhar prêmios com o programa Vacina Premiada.

“Tomar a segunda dose é um pedido pessoal. Só é considerado imunizado quem recebe as duas doses. Para quem quer viajar para o exterior só terá passaporte se tiver tomado as duas doses da vacina”, frisou.

O secretário também falou sobre a redução dos leitos, que ficarão disponíveis para o retorno gradativo das cirurgias eletivas no Estado; a reforma e entrega de hospitais no Maranhão; e a expectativa de volta às aulas nos próximos meses.

“O maior prejuízo foi na educação. Esperamos que os professores tomem a segunda dose da vacina para voltarmos com segurança as aulas de forma gradativa. Foram dois anos afastados da sala de aula e não tem como retomar isso. O impacto é imensurável e por isso teremos um grande trabalho nessa volta as aulas”, finalizou.