PM suspeito de feminicídio em Coroatá é preso na cidade de Timon

Foi preso nesta sexta-feira (09) na cidade de Timon, o Policial Militar Gilgleidson Pereira Melo, suspeito de feminicídio contra a sua companheira, Ana Carolina Silva, de 17 anos. O crime aconteceu na última segunda-feira (05) na cidade de Coroatá, a 249 quilômetros da capital.

Durante uma entrevista, o Secretário de Segurança Pública, Jefferson Pública, afirmou que a polícia não sabia o motivo de Gilgleidson ter ido a outra cidade. “Não temos conhecimento ainda do que ele estava fazendo em Timon, mas o que importa é que a prisão preventiva dele foi determinada pela juíza e a prisão aconteceu” afirmou.

Jefferson, ainda informou que os vizinhos, que moram próximo ao sítio, negam o ataque de criminosos a residência. “Não há nenhum vizinho que narre a existência de um ataque contra aquela casa, então isso aponta apenas para a presença da vítima e do policial”.

De acordo com as informações do companheiro da vítima, ela teria sido morta durante uma tentativa de arrombamento na casa do casal. O corpo de Carolina foi encontrado no interior do sítio onde o casal residia. O caso segue sendo investigado pelo Departamento de Feminicídio.

A delegada Wanda Moura, responsável pelo caso, afirmou que existem indícios de femicídio. “O caso está sendo investigado como feminicídio, o principal suspeito é sim, o Policial Militar e todas providências estão sendo adotadas. Todas as versões criadas foram refutadas e como o secretário já afirmou, se houve alteração na cena do crime ou se foi deixado de ser feito algo, os responsáveis serão responsabilizados” disse.