Departamento de feminicídio da capital investiga morte de jovem em Coroatá

O caso da morte da jovem de 17 anos na cidade de Coroatá durante a última segunda-feira (05), está sendo investigado pelo departamento de feminicídio da Polícia Civil de São Luís. De acordo com informações do companheiro da vítima, ela teria sido morta durante uma tentativa de arrombamento na casa do casal. O caso vinha sendo investigado pela polícia da cidade.

A vítima era companheira de um policial militar, que segundo ele ao chegar em sua residência foi surpreendido por dois criminosos que efetuaram disparos de arma de fogo. O PM revidou e durante a troca de tiros a jovem acabou sendo baleada e não resistiu.

Contudo o caso teve uma reviravolta, a família da vítima, que até então não tinha visto o corpo, decidiu tirar as roupas dela ainda no caixão e constataram outras marcas que possivelmente podem ser de perfurações causadas por arma de fogo. Caso confirmado, através da perícia, as informações entram em contradição com o que foi divulgado pela Polícia Militar, através de nota, em que afirma que a jovem foi morta por um único disparo na região do tórax.

Uma equipe do departamento de feminicídio, já se encontra em Coroatá. De acordo com o delegado responsável pelo caso, o resultado do inquérito deve sair em sair em torno de 30 dias. E durante o período as investigações devem proceder .