Conheça a história de São João, o santo que dá nome à festa junina

Neste 24 de junho é comemorado o dia do nascimento do santo mais conhecido e que leva o nome da festança do mês de junho. São João, foi um profeta que previu o advento do Messias na pessoa de Jesus Cristo, de quem ele era primo. Foi ele também quem batizou Jesus.

Conta-se que, na noite em que veio ao mundo, Isabel, sua mãe, ergueu um mastro e acendeu uma fogueira para que sua prima Maria, mãe de Jesus soubesse do ocorrido. Isabel era considerada estéril, por já ter uma idade avançada e nunca ter tido filhos, a gravidez e o nascimento de João, anunciava a “boa nova”, a chegada próxima de Jesus.

Isabel então pediu que acendessem uma fogueira e um mastro na noite do nascimento do seu filho. Durante sua vida adulta, São João vai virar João Batista. O homem de fé e que viveu uma parte de sua vida de maneira simples no deserto, rezava e fazia sacrifícios para Deus perdoar os pecados dos fiéis.

Seu testemunho chegou ao ouvido de várias pessoas, que o consideraram um profeta e, assim, passaram a seguir os seus passos. Dessa forma, São João pode pregar a vinda do Salvador e conseguiu batizar diversos fiéis no rio Jordão, surge então o nome João Batista.

O fim da vida de João Batista foi trágico. Ele foi preso a mando de Herodes Antipas, espécie de administrador da região. Salomé, filha de Herodes, posteriormente pediu que João Batista fosse decapitado. A morte do futuro São João teria acontecido em 29 de agosto do ano 29.

Então como forma de homenagear esse o santo, dia 24 de junho, ficou marcado pela chegada de São João, e então comemorado com muita dança, comida típica, fogueiras e oração à São João Batista.