Aluguel no Centro melhora a qualidade de vida de moradores, diz Diego Galdino

O primeiro lote de imóveis credenciados no Aluguel no Centro foi sorteado na segunda-feira (24) contemplando nove beneficiários. Os sorteados serão convocados ainda esta semana pela Secretaria de Estado do Governo (Segov) para agendamento de visita ao imóvel e início dos procedimentos para assinatura do contrato de aluguel.

O secretário de Estado de Governo, Diego Galdino, lembrou que a iniciativa contribui para a revitalização do Centro Histórico e garante qualidade de vida aos trabalhadores. “O Aluguel no Centro incentiva a habitação, facilita a locação e beneficia os interessados em moradia. É uma forma de melhorar a qualidade de vida de quem trabalha ou deseja morar no Centro Histórico”, declarou.

A transmissão do sorteio foi realizada on-line pelo Instagram @nossocentro. A lista dos imóveis sorteados e beneficiários está disponível no portal https://aluguelnocentro.ma.gov.br/, ou pelo instagram @nossocentro e @governoma

O sorteio realizado pela Segov garantiu a isonomia do processo, já que alguns dos imóveis disponibilizados despertaram interesse de centenas de inscritos no programa.

O Aluguel no Centro é um projeto do Governo do Maranhão que tem como objetivo incentivar a habitação no centro da capital, facilitar o acesso à moradia, assegurar a recuperação e preservação de imóveis e fomentar o comércio e o desenvolvimento sustentável.

As inscrições para os proprietários de imóveis continuam abertas, e um novo sorteio será realizado assim que outro lote de imóveis for disponibilizado. Os interessados podem acompanhar pelo site https://aluguelnocentro.ma.gov.br/.

O projeto visa garantir o pagamento de 80% do aluguel de moradias na região do Centro de São Luís, e a duração do benefício pode ser de até cinco anos, com a possibilidade de ampliação. Os contratos serão assinados anualmente.

O Aluguel no Centro é destinado aos servidores públicos das esferas federal, estadual e municipal (de São Luís), comerciantes com CNPJ ativo e regular, MEI, aposentados, pensionistas e trabalhadores com carteira assinada.