Jovem autor de massacre em creche é denunciado à Justiça por cinco homicídios

O Ministério Público de Santa Catarina (MPE-SC) ofereceu denúncia por homicídio qualificado nesta sexta-feira (21) contra Fabiano Kipper Mai, de 18 anos, apontado como responsável pelo massacre na creche Aquarela, em Saudades, ocorrido no início deste mês. Segundo a promotoria, ele deve responder por cinco assassinatos, de dois adultos e três bebês menores de 2 anos, além de 14 tentativas — dos quais, oito eram crianças.

De acordo com a investigação, Mai teria planejado o ataque por cerca de dez meses. Nesse período, o acusado teria entrado em contato com “vários fornecedores” para comprar arma de fogo e também fez pesquisas sobre balestra e arco e flecha. Sem sucesso, passou a avaliar a possibilidade de praticar o ataque com armas brancas, segundo relata o MPE-SC.

Quebra de dados, autorizada pela Justiça, teria mostrado, ainda, que Mai pesquisou sobre outros massacres, participava de fóruns digitais sobre violência e teria “idolatria a assassinos em série”. Também buscou na internet informações sobre o retorno às aulas presenciais em Santa Catarina. Na véspera do ataque, fez a pesquisa específica em relação à Aquarela, de acordo com a investigação.

Para a acusação, o crime aconteceu por motivo torpe. “Ele buscava reconhecimento e fama dentro do meio inserido”, afirma o promotor Douglas Dellazari, responsável pela denúncia. Segundo o MPE-SC, as outras qualificadoras são meio cruel e recurso que impossibilitou defesa das vítimas.