Featured Video Play Icon

O assassinato de dezenas de cachorros por parte de funcionários da Prefeitura de Estreito, no sudoeste do Maranhão, está sendo investigado pelo Ministério Público do Maranhão (MPMA).

A presidente da Comissão de Proteção aos Animais da OAB em Estreito, Erileia de Lima, gravou vídeos mostrando um lugar que servia como cemitério clandestino de cachorros, próximo a um lixão. O local aparece com várias ossadas de animais e uma vala com corpos de cachorros que tinham sido mortos minutos antes.

Segundo a Ordem dos Advogados do Brasil no Maranhão (OAB-MA), funcionários da prefeitura apreendiam os animais em um veículo tipo “carrocinha”, levavam para um terreno baldio e ‘sacrificavam’ os animais, mesmo quando não passavam por exames preliminares.

“Pedi para soltar os animais. Não consegui, voltei com água e comida. No terceiro dia, consegui pegar o pretinho. Ele está internado. Fez os exames e deu negativo. Porém, pegou uma pneumonia porque, em um dos dias que ficou lá a noite, choveu muito forte e agora está internado para tratar”, afirmou Erileia.

Em nota, a Prefeitura de Estreito afirmou que “não compactua com as práticas contidas nos vídeos” e revelou a exoneração do diretor e do coordenador do Centro de Controle de Endemias do Município. A prefeitura diz ainda que foram instaurados processos administrativos sobre o caso envolvendo os servidores públicos.