A Prefeitura de São Luís, por meio das secretarias de Segurança com Cidadania (Semusc) e de Obras e Serviços Públicos (Semosp), está prestando todo o apoio necessário após uma explosão ocorrida no bairro Cidade Operária em decorrência do vazamento de gás. A Defesa Civil realizou nesta quinta-feira (8), a retirada dos pertences dos vizinhos do imóvel. Foram retirados os móveis, objetos pessoais e concluído o escoramento da estrutura pela Semosp.

A tragédia aconteceu em um conjunto de quitinetes, na noite de terça-feira (6). As equipes compareceram ao local, conversaram com os moradores e iniciaram os trabalhos para que as famílias não corram outros riscos. 

Imediatamente após a explosão do Gás Liquefeito do Petróleo (GLP), a Defesa Civil de São Luís se deslocou à região, onde uma equipe da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil já estava realizando os primeiros levantamentos. Infelizmente, uma mulher que ficou presa aos escombros acabou falecendo. O filho dela sofreu ferimentos e foi encaminhado ao Hospital Municipal Doutor Clementino Moura (Socorrão 2). Sem perder tempo, as equipes fizeram uma parte do escoramento, para sustentar o peso do pavimento, uma vez que houve destruição do imóvel.

De acordo com Alexssandro Nogueira, superintendente da Defesa Civil do Município,o imóvel tem cinco quitinetes. A explosão ocorreu no primeiro andar, do lado direito. “Quando explodiu, romperam-se as duas partes, um ‘L’ da quitinete, e toda a laje da quitinete de cima desmoronou. E isso levou ao óbito da pessoa que morava embaixo. Ela morreu nos escombros. Nós isolamos o local e avaliamos a rua de residência em residência, para verificar o tamanho do estrago”, enfatizou Alexsssandro Nogueira.