Pandemia avança mais rápido nas Américas e situação no Brasil é preocupante diz Opas

A diretora-geral da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), Carissa Etienne, alertou para a constante alta de infecções e mortes por coronavírus nas Américas, durante coletiva de imprensa nesta quarta-feira, 7. Segundo ela, mais da metade dos óbitos globais da covid-19 ocorreu na região, enquanto a América do Sul registra o maior avanço da pandemia em todo o mundo.

Ela destacou Brasil, Argentina e Estados Unidos, que estiveram entre os dez países que mais registraram contágios na última semana. O gerente de incidentes da Opas, Sylvain Aldighieri, afirmou que a situação da pandemia no Brasil é “preocupante”.

Etienne argumentou que as ações de governos devem refletir o momento pelo qual passa a maior parte dos países latino-americanos. Destacando o cenário brasileiro, Aldighieri recomendou que as autoridades apliquem medidas para conter a mobilidade da população, acelerar a vacinação e intensificar mecanismos de rastreamento dos contágios.