Suspeito de participação na morte de garçom é preso em Caxias

Um dos suspeitos de envolvimento no latrocínio do garçom Jonilton Lacerta de 38 anos, foi preso em cumprimento ao mandado de prisão preventiva pela Polícia Civil, através da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O crime aconteceu em Dezembro de 2020 enquanto o garçom trabalhava.

O suspeito, foi localizado e preso no hospital de Presidente Dutra, vítima de disparo de arma de fogo. O mesmo deu entrada com nome falso, mas através de um trabalho de inteligência que já estava em curso para prendê-lo, o homem foi reconhecido através de imagens. Após ser identificado, o delegado responsável efetuou a prisão do mesmo.

Relembre o caso

No dia 05 de dezembro de 2020 o garçom Jonilton Lacerda de Araújo, 38 anos trabalhava em uma churrascaria de Caxias, quando foi surpreendido por uma tentativa de assalto. Durante a ação os dois suspeitos tentaram roubar seu celular, e um deles efetuou disparos que culminou na morte de Jonilton dias depois no hospital.

Após investigações da DHPP, foram identificados os dois envolvidos no latrocínio. O primeiro suspeito foi preso em fevereiro e o homem preso agora de acordo com a investigação, foi quem efetuou o disparo, enquanto o comparsa pilotava a motocicleta. Ambos possuem antecedentes criminais em Caxias e Timon, e são filiados a organização criminosa em atuação no Maranhão.