STJ: Investigação sobre crime no apagão do Amapá é atribuição da Justiça Federal

Em caso de julgamento favorável da agência europeia de medicamentos (EMA, na sigla em inglês), Itália e França voltarão a imunizar suas populações prontamente com a vacina da AstraZeneca contra a covid-19, segundo comunicado publicado nesta terça-feira, 16.

Divulgada após conversa entre o primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, e o presidente francês, Emmanuel Macron, a nota afirma que os países decidiram suspender as imunizações como medida “temporária”, com duração até a próxima quinta-feira, 18, quando está marcada a conclusão da análise suplementar da EMA sobre a vacina.

Segundo o documento, publicado pelo governo italiano, as declarações preliminares de hoje da agência são “encorajadoras”.