Flávio Dino analisa situação da Covid-19 no Maranhão durante coletiva

O Maranhão é um dos estados com maior aumento da curva de contágio, segundo informações do governador do estado, Flávio Dino, durante coletiva realizada nesta segunda-feira (08). A alta na internação na rede pública e privada, na Grande Ilha e em Imperatriz, está acima de 90%.

Até a manhã desta segunda-feira, apenas nove leitos de UTI estavam desocupados na ilha. Já os leitos clínicos possuem um pouco mais de fôlego, mas há penas 24 leitos sem pacientes

Nas demais áreas, a situação é mais tranquila em comparação as regiões Metropolitana e Tocantina. Quase 500 leitos já foram inaugurados em 2021 para reforçar o combate à pandemia. A vacinação também avançou no Maranhão. No dia 3 de março, apenas 47 municípios tinham cobertura vacinal de 60%. Esse número saltou para 192 cidades.

O governador tranquilizou também a população a respeito da possibilidade da falta de oxigênio em unidades hospitalares. Segundo Flávio Dino, não existe este panorama. Porém, o consumo de oxigênio no Maranhão
triplicou na pandemia.

Fiscalizações

Ainda segundo informações do governador, foram mais de 405 fiscalizações entre os dias 5 e 7 de março. Destas, 34 termos de infração, 12 autos de infração e 2 estabelecimentos foram interditados. Os bares foram os estabelecimentos mais fiscalizados.

O Governo tem trabalhado para amenizar os impactos negativos na educação. Estão sendo disponibilizados canais de comunicação para que os alunos possam ter acesso as aulas. No transporte público, foram realizadas 100 viagens a mais entre os dias 5 e 7 de março e 12 ônibus foram inseridos no sistema.

Com informações de Eduardo Ericeira