Hospitais particulares de São Luís estão com 100% dos leitos de UTI ocupados

Dois dos maiores hospitais particulares de São Luís estão com 100% de ocupação nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para Covid-19. No Hospital UDI, no Jaracati, os 30 leitos de UTI estão ocupados. Dos 35 leitos de enfermaria disponíveis, 30 estão sendo utilizados (85%).

No Hospital Centro Médico, no Monte Castelo, a situação é parecida: os 10 leitos de UTI também estão ocupados, enquanto os 22 leitos de enfermaria estão com 67% de ocupação, ou seja, 14 leitos disponíveis.

No Hospital São Domingos, no Bequimão, os 45 leitos de UTI estão com 95% de ocupação, sobrando 3 leitos disponíveis. Já na enfermaria, dos 68 leitos disponíveis, 56 estão ocupados (82%).

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado ontem pela Secretária de Estado de Saúde, a taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados para o tratamento de pacientes com o novo coronavírus na Grande Ilha está em 95,24%. Isso significa que só há disponíveis seis leitos para atender aos municípios de São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Raposa e São Luís.

Confira as notas dos hospitais sobre essa situação:

NOTA DO HOSPITAL SÃO DOMINGOS

Desde o início da pandemia da Covid-19, o Hospital São Domingos mantém sua equipe e estrutura hospitalar em pleno funcionamento para garantir o atendimento aos seus pacientes. Todo o fluxo de pacientes no hospital é informado à sociedade por meio do seu Boletim Diário e faz parte do trabalho dos gestores a ampliação do número de leitos operacionais de acordo com a necessidade, buscando garantir o pleno atendimento aos pacientes. Estamos atuando sempre para dar a assistência adequada, de acordo com a nossa demanda.

NOTA DO HOSPITAL UDI

O UDI Hospital divulga diariamente o censo de ocupação dos leitos de pacientes internados por Covid-19 em seu site, bem como encaminha todas as informações necessárias aos órgãos públicos de saúde, seguindo rigorosamente o que foi preconizado pelo Decreto Estadual nº 35.797/2020. O Hospital também esclarece que a Secretaria Estadual de Saúde e o Ministério da Saúde são os responsáveis pela confirmação de casos de Covid-19. Até haver tratamento ou que a população esteja imunizada, a unidade permanecerá mobilizada, seguindo os protocolos da OMS e do Ministério da Saúde, mantendo, inclusive, fluxos de atendimento separados de pacientes com síndrome respiratória dos demais atendimentos.