Governo discute cronograma de vacinas em reunião com o Ministro da Saúde

Aconteceu na tarde desta quarta-feira (17), uma reunião por videoconferência do Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e governadores de diferentes regiões do país para tratar sobre a pandemia de Covid-19.

A reunião foi solicitada pelos governadores para cobrar, entre outros pontos, o financiamento de UTIs e um cronograma de entrega de vacinas em cada estado, com datas e números de vacinas previstas, mês a mês.

Segundo o governador do Maranhão, Flávio Dino, na reunião foi apresentado pelo ministério um calendário nacional para recebimento de vacinas, na presença dos presidentes do Butantan e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). “Passo importante”, afirma o governador.

Atualmente, o Maranhão – assim como os demais estados da Federação – só utiliza as vacinas que são disponibilizadas pelo Ministério da Saúde, através do Programa Nacional de Imunização (PNI), e que têm chegado ao estado de forma gradual.

O país tem até o momento duas vacinas registradas. A CoronaVac, desenvolvida na China e produzida no Instituto Butantan, e a de Oxford/AstraZeneca, produzida na Fiocruz. Os insumos, porém, chegam aos poucos. Isso deixa mais lentas a produção e, consequentemente, as aplicações.

Questionada sobre a previsão da chegada de novas doses no Maranhão, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), informou por meio de nota que aguarda a distribuição de novas doses pelo Ministério da Saúde.

Nota na íntegra

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) aguarda novas doses a serem distribuídas pelo Ministério da Saúde, cujo prazo previsto para a entrega é a próxima semana. O quantitativo de doses, até o momento, não foi divulgado.