SSP  apresenta projeto de implantação do 2º BPTur para os Lençóis Maranhenses e Delta do Parnaíba

O secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, participou, na sexta-feira (12), em Barreirinhas, de uma reunião para apresentação do projeto de implantação do 2º Batalhão de Polícia Militar de Turismo, que terá sede em Barreirinhas e que atenderá aos municípios maranhenses que compõem o Parque dos Lençóis Maranhenses e o Delta do Parnaíba.

De acordo com o projeto, o batalhão especializado vai passar atender, além de Barreirinhas e Atins, os municípios de Primeira Cruz e Santo Amaro, além dos que fazem parte do Delta do Parnaíba como Água Doce, Primeira Cruz, Paulino Neves e Tutóia.

Ainda segundo a proposta, o batalhão cobriria uma área total de 10 mil quilômetros quadrados, atendendo a uma população estimada em 229 mil habitantes.

Com a implantação, o batalhão contaria com reforço no policiamento e com a vinda de viaturas, motocicletas e outros veículos apropriados para o policiamento nessas localidades.

Para o secretário Jefferson Portela, o projeto é apenas o pontapé inicial de uma série de medidas que serão voltadas para a segurança pública da região.

“A criação do batalhão de turismo para a região busca não só fomentar o turismo local e garantir a segurança dos turistas, que visitam as nossas belezas naturais, como também proteger o cidadão para que ele se sinta seguro e para que possa participar junto com as forças de segurança, da construção de uma cultura da paz. Hoje é só o pontapé de um projeto que vai se estender de forma integrada envolvendo todo o sistema de segurança pública para que possamos atuar de forma incisiva contra a criminalidade da região”, afirmou.

O evento contou com a participação do comandante geral da Polícia Militar, Cel. Pedro Ribeiro, do comandante do Batalhão de Polícia Militar de Turismo (BPTur), coronel Honório de Carvalho, do comandante da 3ª companhia do BPTur em Barreirinhas, capitão Ramon, além da presença do prefeito de Barreirinhas, Amílcar Rocha, e dos demais prefeitos de municípios da região e representantes da sociedade civil.