Maranhão amplia número de leitos exclusivos para atendimento a pacientes com a Covid-19

Diante do aumento de novos casos da Covid-19 no estado, o Governo do Maranhão está ampliando o número de leitos exclusivos para atendimento a pacientes com a Covid-19. São leitos clínicos e de UTI, distribuídos em unidades da rede estadual de saúde, para assistência aos casos moderados e graves da doença. Com novos leitos e o redimensionamento dos já existentes, o Maranhão passa a ter 732 leitos clínicos e 306 leitos de UTI exclusivos para casos da Covid-19. Em fevereiro, a expansão continua com a entrega de novos leitos.

A ampliação dessa reserva resulta do novo cenário epidemiológico de aumento de casos e da taxa de ocupação de leitos. O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, reforça que o empenho do Governo do
Estado desde o início da pandemia tem um só objetivo: salvar vidas. 

“Acompanhamos diariamente a evolução do cenário de pandemia no estado. Quando observamos estabilidade no número de novos casos, tivemos condições de destinar leitos que eram Covid para atendimento a pacientes que passaram por cirurgias eletivas. Agora, além de abrirmos novos leitos, redimensionamos os que temos na rede para voltarmos a atender de forma exclusiva os pacientes com a Covid-19”, destaca o secretário. 

Entre os novos leitos, estão os 50 leitos clínicos entregues este ano no Hospital Aquiles Lisboa, em São Luís; os 11 leitos de UTI no Hospital Macrorregional Dra. Ruth Noleto, em Imperatriz; e os 12 novos leitos de UTI no Hospital Regional de Barreirinhas. 

Em São Luís, os hospitais de Cuidados Intensivos (HCI), Dr. Carlos Macieira, Dr. Genésio Rêgo, Dr. Raimundo Lima, além do Hospital Geral da Vila Luizão e da Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão (MACMA), também estão com mais leitos exclusivos para Covid-19. 

Com a expansão, a taxa de ocupação de leitos na Grande Ilha passa a ser de 87,30% em leitos de UTI e 43,96% em leitos clínicos.  

Rede de assistência

Nos demais municípios, os leitos da rede estadual de saúde exclusivos para atendimento a pacientes com a doença estão distribuídos nas cidades de Morros, Barreirinhas, Alto Alegre, Timbiras, Peritoró, Viana, Santa Luzia do Paruá, Coroatá, Imperatriz, Balsas, Santa Inês, Monção, Itapecuru, Timon, Pinheiro, Caxias, Presidente Dutra, Lago da Pedra, Grajaú, Carutapera, Bacabal e Chapadinha. 

Em Imperatriz, a taxa de ocupação de leitos exclusivos para Covid-19 passou a ser de 71,60% em leitos clínicos e 81,25% em leitos de UTI. Nas demais regiões do estado, as taxas de ocupação de leitos encontram-se em de 56,08% nos leitos de UTI e 19,55% nos leitos clínicos.
Os números de leitos e a taxa de ocupação, bem como demais informações sobre o cenário da pandemia no estado, são divulgados diariamente em boletim disponibilizado no site da Secretaria de Estado da Saúde (SES), em www.saude.ma.gov.br.