Associação de Pais e Alunos pede suspensão temporária das aulas presenciais

A Associação de Pais e Alunos de Instituições de Ensino do Estado do Maranhão (ASPA/MA) pediu que seja suspensa temporariamente as aulas presenciais em escolas particulares da capital nos próximos dias “até que possamos ter informações concretas por parte das autoridades estaduais que garantam a segurança do retorno ao ambiente escolar”.

A nota, assinada pelo presidente Marcello Freitas, foi divulgada nesta terça-feira (09). Segundo a Associação, mais de 17 escolas particulares de São Luís tiveram suspensão parcial ou total das aulas presenciais nos últimos 10 dias devido a covid-19. Além disso, o pais se preocupam com o aumento do número de internações de crianças com casos graves da doença.

“O momento deve ser de cautela e compreensão, tanto dos pais como dos estabelecimentos de ensino, pois além de vivermos a insegurança com a proliferação da Covid-19, temos as demais doenças que se apresentam no período chuvoso, a exemplo da H1N1, meningite, dengue e chikungunya, e que exigem atenção redobrada de todos”, disse.