Ministro Marcos Pontes discute estratégias para o desenvolvimento do Centro Espacial de Alcântara

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações (MTCI), Marcos Pontes, participou, na tarde desta sexta-feira (5), da 5ª reunião ordinária da Comissão de Desenvolvimento Integrado para o Centro Espacial de Alcântara (CDI-CEA), na sede da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), em São Luís. O evento contou com as presenças do vice-governador Carlos Brandão, dos prefeitos Eduardo Braide (São Luís) e Padre William (Alcântara), do presidente da Fiema, Edilson Baldez, e de outras autoridades.

O objetivo do encontro foi debater temas de interesse para desenvolver a infraestrutura de Alcântara e região, além de criar os modelos de negócios que incentivem as atividades espaciais. A Comissão vem desenvolvimento o planejamento para o uso comercial do Centro Espacial de Alcântara (CEA). Os gestores enfatizaram que os esforços devem contar com a participação e a parceria mútua entre os governos federal, estadual e municípios, com todas as esferas trabalhando conjuntamente.

Para o ministro Marcos Pontes, é essencial que a população local seja a maior beneficiada com os projetos que podem ser instalados em Alcântara.

“Quem eu vejo como tripulação desse ‘foguete’ é a população aqui do estado, é a população de Alcântara, que tem que ‘decolar’ em termos de desenvolvimento social, em termos de renda per capita. Isso tudo é possível. Para ser feito, não é só um trabalho de um ou de dois, vai ser um trabalho de todos nós juntos”, ressaltou o ministro.

A estimativa é que o desenvolvimento do Centro Espacial de Alcântara alcançará, em 2040, mais de US$ 40 bilhões por ano com a ocupação de pelo menos 1% do mercado global do setor.