São Luís inicia busca ativa de idosos do CadÚnico para garantir vacinação contra a Covid-19

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas) iniciou, nesta quinta-feira (4), pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) da Estiva (Zona Rural), a busca ativa dos idosos, a partir de 85 anos, registrados no Cadastro Único (CadÚnico) de São Luís, para garantir que esse público seja vacinado contra a Covid-19.

A Semcas está percorrendo bairros e regiões onde vivem idosos em situação de vulnerabilidade social com dificuldades para fazer o agendamento da vacinação.

O trabalho de Busca Ativa consiste na visita das equipes técnicas dos 20 CRAS de São Luís, nas residências dos idosos cadastrados no CadÚnico, para fazer a orientação da vacinação contra a Covid-19.

No total, foram identificados aproximadamente 3.200 idosos no CadÚnico. Desses, até ontem (3), de acordo com a Secretaria Municipal de Informação e Tecnologia (Semit), 787 já haviam acessado a plataforma #VacinaSaoLuis para cadastramento disponibilizada pela Prefeitura.

“Nós já garantimos a vacinação para os idosos acolhidos em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI). Agora, a Semcas irá percorrer os territórios dos CRAS para encontrar os idosos. A situação de vulnerabilidade e risco social das pessoas com mais de 85 anos e no CadÚnico não podem ser impeditivos para que a vacina chegue até eles. Essa é uma determinação do prefeito Eduardo Braide”, explicou a secretária Rosângela Bertoldo.

Cada CRAS chega a abranger de 30 a 40 bairros e/ou comunidades. Uma força tarefa foi montada para proporcionar a ida em todos os locais identificados, o mais breve possível.

A idosa Maria da Conceição Santos, 86 anos, moradora de Pedrinhas, festejou a chegada da equipe técnica na casa dela. “Muito boa essa visita, uma maravilha. Eu estava pensando como ia fazer. Uma felicidade muito grande”, comemorou Dona Maria da Conceição.