Polícia prende suspeito de matar criança indígena no interior do Maranhão

A Polícia Civil do Maranhão, juntamente com a Delegacia Regional de Buriticupu prendeu na última quinta-feira (28), um suspeito acusado de assassinar Vanessa Gomes Guajajara, uma criança indígena de cinco anos de idade, na região do município de Arame, a 478 km de São Luís.

O mandato foi expedido pela 1ª Vara da Comarca de Buriticupu. De acordo com a delegada responsável pelo caso, Vilene Rodrigues, foi determinada a prisão preventiva do suspeito e o mandato de prisão foi cumprido. O suspeito é um professor da região, casado com uma índia que mora na Aldeia Barreirinha, que faz parte da Terra Indígena Arariboia, a mesma aldeia em que a criança morava.

Informações policiais dizem que ele foi visto pela mãe da vítima perto da casa, depois do desaparecimento. A polícia continua investigando o caso.

Relembre

Vanessa desapareceu da Aldeia Barreirinha, que fica dentro da reserva Arariboia, em 25 de janeiro. A mãe, Regina Guajajara, afirma que ambas estavam lavando louças em casa, quando teve um momento de distração. Após 24 horas o corpo da garota foi localizado.

O Instituto Médico Legal de Imperatriz constatou que Vanessa Guajajara, foi morta por asfixia. O IML ainda deve divulgar laudos complementares para determinar se a garota também foi vítima de violência sexual.