Criação de empregos com carteira assinada cresce no Maranhão

O saldo de 19.753 novos empregos com carteira assinada em 2020 levou ao Maranhão ao quarto ano seguido de resultado positivo. Além disso, a curva só vem subindo desde 2017, mesmo com a crise econômica nacional. 

Em 2017, o saldo positivo tinha sido de 1.221 postos formais. Em 2018, subiu para 9.649. Em 2019, foram geradas 10.707 vagas. E em 2020, foram os 19.753 empregos com carteira assinada. 

Os dados foram divulgados pelo Ministério da Economia, do governo federal, que mensalmente publica o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). 

Liderança no Nordeste

Em 2020, o Maranhão liderou a criação de empregos com carteira assinada. Quem chegou mais perto dos 19.753 postos gerados pelo Maranhão foi o Ceará, com 18.546. Em seguida, vieram Paraíba (5.152), Alagoas (4.595) e Rio Grande do Norte (1.769), que também tiveram desempenho positivo. 

Quatro Estados registraram saldo negativo: Piauí (-181), Sergipe (-4.475), Pernambuco (-5.163) e Bahia (-5.307).