Agências do Banco do Brasil no MA aderem a Greve Nacional

Doze agências do Banco do Brasil no Maranhão aderiram a Grave Nacional dos Bancários nesta sexta-feira (29). O sindicato reivindica contra as demissões de funcionários e fechamento de agências, que poderá ocasionar filas maiores, superlotação, piora no atendimento e risco de contrair a Covid-19, pois as aglomerações nas demais agências tendem a aumentar com o encerramento daquelas unidades.

Em São Luís, os bancários estão reunidos em frente à agência do Banco do Brasil da Praça Deodoro, recolhendo assinaturas da população em um abaixo-assinado.

De acordo com o diretor do SEEB-MA, Rodolfo Cutrim, a greve de 24 horas visa, ainda, cobrar a garantia de direitos dos bancários, como a manutenção das gratificações e comissões, o não rebaixamento salarial e o recuo do banco em relação às transferências compulsórias. Os bancários alegam que o plano de demissão voluntária está sendo imposto para os funcionários, que relatam ameaças de transferência para agências no interior.

Em todo Brasil, 5 mil funcionários serão demitidos e 360 agências serão fechadas no país. No Maranhão, o BB anunciou que fechará unidades em Bacabal, Caxias e Imperatriz, além das agências Cohatrac e Reviver, em São Luís.