Menina indígena morreu por asfixia, diz IML

O Instituto Médico Legal de Imperatriz constatou que Vanessa Guajajara, de 5 anos, foi morta por asfixia. O IML ainda deve divulgar laudos complementares para determinar se a garota também foi vítima de violência sexual.

O corpo da menina foi encontrado em um córrego na Terra Indígena Arariboia, que fica na cidade de Arame, a 476 km de São Luís. Vanessa desapareceu da Aldeia Barreirinha, que fica dentro da reserva, em 25 de janeiro. A mãe, Regina Guajajara, afirma que ambas estavam lavando louças em casa, quando teve um momento de distração. Após 24 horas o corpo da garota foi localizado.

A notícia é um dos destaques do podcast Plantão de Polícia, com Silvan Alves, disponível na página da Difusora FM, Spotify, Deezer e Apple Podcasts.