“Hoje, mais de 10% dos leitos de UTI estão com pacientes que não tem 35 anos”, diz Carlos Lula

Os mais jovens estão no foco das infecções e internações pela Covid-19 em São Luís. Se no início da pandemia a preocupação era com os idosos — considerados grupo de risco da doença —, agora são os jovens o motivo de apreensão.

Nas últimas semanas, o perfil de pacientes internados por Covid-19 mudou. A maior parte dos pacientes é do sexo masculino, entre 50 e 65 anos, com ou sem comorbidades, com estado clínico de moderado a grave, ativos no mercado de trabalho e com filhos jovens. O outro perfil, são de pacientes jovens em leitos de UTI, entre 24 e 35 anos, sem nenhum tipo de comorbidade que apresentam estado clínico grave. 

O fato foi confirmado pelo secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, durante entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira (25).

“Hoje, mais de 10% dos leitos de UTI do Hospital Carlos Macieira estão com pacientes que não tem 35 anos de idade em situação grave, sem comorbidade, jovens entubados. O cenário nos leva a tomar as providências que forem necessárias”, alertou Carlos Lula. 

Os números são preocupantes, a Grande Ilha registrou nesta segunda-feira (25), uma taxa ocupação de 82,88% nos leitos de UTI e 71,85% na enfermaria. A lotação dos leitos públicos em todo estado permanece alta. Em Imperatriz, a taxa está em 93,75% em UTIs e 46,91% na enfermaria. Já nas demais regiões 37,78% de ocupação em leitos de UTI e 13,03% em leitos de enfermaria.