Aeronave com delegação do Palmas cai no Tocantins e deixa seis mortos

O futebol brasileiro mais uma vez acorda de luto. Um avião de pequeno porte que levava parte da equipe do Palmas Futebol Clube para Goiânia caiu logo após a decolagem, em Porto Nacional, Tocantins, deixando os seis ocupantes mortos.

Além do piloto, Wagner, a aeronave transportava o presidente do clube, Lucas Meira, e os jogadores Lucas Praxedes, Guilherme Noé, Ranule e Marcus Molinari.

“O Palmas Futebol e Regatas vem por meio desta informar que por volta das 8h15 da manhã deste domingo, 24, ocorreu um acidente aéreo envolvendo o presidente do clube Lucas Meira, quando decolava para Goiânia, para a partida entre Vila Nova x Palmas nesta segunda, 25, válida pela Copa Verde. O avião em que Lucas estava junto com o comandante Wagner e os atletas Lucas Praxedes, Guilherme Noé, Ranule e Marcus Molinari, decolou e caiu no final da pista da Associação Tocantinense de Aviação. Lamentamos informar que não há sobreviventes”, divulgou o clube

O jogo seria válido pela Copa Verde e o Vila Nova promete fazer o possível para que a partida ocorra em outra data. O clube goiano também divulgou nota consternado com o acidente e se solidarizando com o Palmas e os familiares das vítimas.

“Neste momento de dor e consternação, o clube pede orações pelos familiares aos quais prestará os devidos apoios, e ressalta que no momento oportuno voltará a se pronunciar”, encerrou a nota o Palmas.

Imagens registradas no distrito de Luzimangues, em Porto Nacional, onde ocorreu o acidente, mostram que a aeronave ficou totalmente destruída. Ainda não há informações sobre o que ocasionou o acidente.