AM recebe R$ 1,6 mi em doações de 15 organizações para nova usina de oxigênio

Empresas e entidades brasileiras se uniram para ajudar o Estado do Amazonas, que passa por uma grande crise sanitária por causa do aumento da contaminação por coronavírus e pela falta de insumos para tratar a doença, como oxigênio.

Intitulado Juntos pelo Amazonas, o grupo fará doação de R$ 1,6 milhão para o programa “Unidos contra a covid-19” da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), referente a uma usina de produção de oxigênio para dar suporte aos hospitais públicos da região. Cinco dessas unidades já foram doadas pela Fiocruz com o apoio da iniciativa privada, segundo informou a Petrobras.

O grupo conta com a participação da Ambev, BNP Paribas, BRF, Coca-Cola Brasil, Grupo +Unidos, Magalu, Mercado Livre, Nestlé Brasil, Petrobras, Sesc, SulAmérica, WEG, Whirlpool, XP Inc. e Yamaha.

A ação destas empresas conta com o apoio institucional da Eletros – Associação Nacional dos Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos -, que auxiliou na criação do esforço.

“O compromisso das empresas no Juntos pelo Amazonas será com a doação dos recursos para as máquinas e acessórios da nova usina, que possui uma das mais avançadas tecnologias aplicadas a este tipo de equipamento e tem capacidade para atender uma unidade hospitalar em 12 leitos de terapia intensiva e 80 leitos de internação e pronto atendimento simultaneamente”, informou a Petrobras em nota.