Secretaria de Estado da Saúde realiza Encontro de Gestores Municipais de Saúde

A partir desta terça-feira (12) até 15 de janeiro, acontece o Encontro de Gestores Municipais de Saúde, realizado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). Com o tema “Desafios dos Municípios no Enfrentamento das Consequências da Pandemia”, o objetivo do encontro é avaliar o cenário de pandemia nos municípios e alinhar novas estratégias para o combate ao novo coronavírus. A programação do encontro inclui a apresentação do Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19.   

Para evitar aglomeração, o mesmo evento acontece durante os quatro dias. Assim, representantes de todos os 217 municípios maranhenses terão a oportunidade de participar do encontro. Na terça-feira (12), se reuniram gestores de municípios das regionais de saúde de Imperatriz, Açailândia, Balsas e São João dos Patos.  

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, destaca que o encontro é realizado com o objetivo de promover melhorias na assistência à população. “Nosso intuito é somar esforços para seguirmos enfrentando a pandemia e, assim, salvando muitas vidas. O alinhamento das estratégias e a execução das ações de acordo com as competências são necessários para potencializarmos essa luta do Maranhão contra a Covid-19”, disse o secretário. 

A programação do encontro inclui debates sobre o programa Previne Brasil e o novo financiamento da Atenção Básica; os recursos e indicadores do Programa de Qualificação das Ações de Vigilância em Saúde; o perfil das vigilâncias nos municípios; os Sistemas de Informação em Saúde e Recursos associados à gestão da informação; a Assistência Farmacêutica no SUS; os indicadores, estrutura hospitalar estadual, rede de serviços, acesso, regulação e transporte; entre outros. 

Segundo o assessor especial da SES e coordenador do Planejamento Regional Integrado (PRI), Allan Patrício, o encontro tem relevância especial já que muitos estão sendo gestores pela primeira vez. “Ainda que o foco principal seja apoiar a administração municipal, não podemos deixar de fora o atual cenário. Por isso, escolhemos colocá-lo no centro da discussão, mostrando de que forma o município pode atuar, tendo no estado o apoio institucional necessário”, afirmou.