Flávio Dino sanciona lei que cria auxílio emergencial de R$ 400,00 para catadores de resíduos sólidos

Com o objetivo de proteger o meio ambiente e uma forma de alcançar socialmente os catadores de resíduos sólidos, o governador Flávio Dino sancionou a lei que cria o auxílio emergencial estadual no valor de R$ 400,00 para os catadores de materiais recicláveis no Maranhão. O auxílio é válido enquanto durar a pandemia do coronavírus.

Segundo o governador, essa é uma categoria profissional que precisa de um apoio especial. “Há uma dificuldade sanitária para a retomada de grandes eventos, e isso faz com que centenas de trabalhadores e trabalhadoras não consigam retirar o sustento da sua atividade, que é tão importante do ponto de visto social e também para o meio ambiente, visto que contribuem para reciclagem de resíduos sólidos”, afirmou.

A medida faz parte de uma série de ações que buscam proteger os maranhenses dos efeitos econômicos e sociais gerados pela crise sanitária. “Temos adotado várias medidas, desde a distribuição de quase 300 mil cestas básicas, ampliação dos restaurantes populares, realização de investimentos em obras e compras de produtos da agricultura famílias e economia solidaria”, disse.

O governador Flávio Dino também agradeceu aos deputados e deputadas da Assembleia Legislativa do Maranhão pela rápida aprovação do projeto, que foi enviado à Casa em novembro. A Secretaria do Trabalho e Economia Solidária (SETRES) irá agora prosseguir com a regulamentação e cadastramento dos catadores e catadoras.