Boto é encontrado morto em Arari e carcaça será enterrada para futura coleta de esqueleto

Um boto-cinza da espécie (Sotalia guianensis) foi encontrado morto por comunitários do Curral da Igreja, em Arari. O boto já estava em estado avançado de decomposição. O instituto Amares foi acionado pelo secretário de Meio Ambiente de Arari, Jocey Ribeiro, e recebeu as orientações pertinentes ao atendimento da carcaça com as condições encontradas.

De acordo com a presidente do Instituto Amares, a bióloga Nathali Ristau, a carcaça será enterrada em local distante e seguro para posterior coleta do esqueleto. “O esqueleto será montado pelo Amares e fixado na sede do município para ações de educação como acervo didático cientifico”, disse Nathali.

A espécie é costeira e comum em toda a costa do Maranhão, entra em rios perseguindo cardumes e frequentemente interage com redes de pesca quando fatalmente vem a óbito.