Antigo Aterro da Ribeira é transformado em Centro Ambiental

O antigo Aterro da Ribeira agora será polo de beneficiamento de resíduos sólidos e de educação ambiental. O antigo Aterro da Ribeira, que por duas décadas recebeu os rejeitos da cidade, e foi fechado em 2015, agora reabre suas portas totalmente adaptado para a nova realidade.

Agora o aterro abriga o Centro Ambiental da Ribeira que servirá de ponto de reutilização de materiais descartados, triagem de materiais reciclados e de destinação de resíduos.

Em média São Luís produz cerca de 760 toneladas de resíduos por dia. Cerca de  5,5% desse lixo é reciclado, fazendo de São Luís a capital com maior taxa de reciclagem do Nordeste. Estima-se que Centro Ambiental da Ribeira deva receber por volta de 190 toneladas de resíduos ao mês, bem como receber aproximadamente 90 toneladas de resíduos de feiras livres e mercados públicos que terá como destino final a produção de adubo.

“É o encerramento de um ciclo que começou em 2015, quando fechamos o aterro para iniciar um novo momento na gestão de resíduos sólidos em São Luís. Investimos em coleta seletiva na cidade, através dos ecopontos de captação desse material,  e nos tornamos referência no Nordeste. Agora, o antigo lixão é o Centro Ambiental Ribeira, um espaço de regeneração ambiental e humana”, explica Carolina Estrela, presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana de São Luís.