Acompanhante é torturada por advogado em motel na cidade de Grajaú

Uma acompanhante, de 27 anos, foi vítima de tortura dentro de um motel na cidade de Grajaú. De acordo com delegado Márcio Lelis Coutinho, a vítima teria chegado ao motel com um advogado e uma outra acompanhante. Horas após a estadia no local a vítima teria sido submetida a uma sessão de tortura realizada pelo advogado e a outra acompanhante que estava no quarto.

Ambos estavam alcoolizados e teriam torturado a acompanhante utilizando uma garrafa de vidro quebrada. Confira as fotos da vítima após ser socorrida:

De acordo com o delegado Márcio Coutinho, o crime foi qualificado como tortura porque a vítima passou por sofrimento de forma abusivo (garrafa quebrada). A vítima relatou que o advogado a segurava pelos braços enquanto a outra acompanhante realizava os ferimentos. O advogado e a acompanhante foram presos, o advogado foi encaminhado para a prisão de Pedrinhas, mas já foi liberado.

Em depoimento, a vítima relatou a tortura, mas a dupla que, segundo a acompanhante teria desferido os golpes, afirma que a própria vítima teria se machucado. Imagens de câmeras de segurança regustraram o momento em que a vítima consegue fugir do quarto e pede ajuda a administração do motel. Após a fuga, a acompanhante foi socorrida pela SAMU e ouvida pela polícia.