Irmãos que assassinaram homem após ajuda a ‘inimigos’ em Açailândia são condenados

Em julgamento no Tribunal do Júri da cidade de Açailândia, os irmãos Arlindo Aguiar de Moraes e Armando Aguiar de Moraes foram condenados a 14 anos e três meses de reclusão, pelo assassinato de um homem identificado como João Geraldo de Oliveira Pires, ocorrido no dia 14 de outubro de 2011.

De acordo com a denúncia, os dois irmãos cometeram o crime, após a vítima ter ter prestado assistência a pessoas consideradas inimigas da família dos acusados. A pena será cumprida inicialmente em regime fechado na Unidade Prisional de Ressocialização de Açailândia. Na sentença, o juízo concedeu aos condenados o direito de recorrerem da pena em liberdade.

Os réus foram acusados pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil. A vítima foi morta com cinco disparos de revólver calibre 38, que o atingiram no crânio e no lado esquerdo do peito. De acordo com as investigações policiais, Adriano foi o autor dos disparos, enquanto Arlindo lhe deu apoio, conduzindo-o em uma motocicleta até o local do crime.

Conforme a acusação do Ministério Público, o crime foi praticado por motivo fútil, consistente no fato de a vítima ter prestado assistência a pessoas consideradas inimigas da família dos acusados.

*com informações do MPMA