Carro que era usado no tráfico de drogas é destinado para Patrulha Maria da Penha

A Justiça determinou a cessão de um automóvel apreendido no tráfico de drogas para uso exclusivo no atendimento da “Patrulha Maria da Penha”, em Santa Inês e Bela Vista do Maranhão. A sentença da juíza Denise Pedrosa Torres, possibilitou a instalação da Patrulha Maria da Penha na comarca de Santa Inês, que possui grande demanda de processos envolvendo violência doméstica contra mulheres.

O automóvel usado modelo Duster, com placa de Marabá (PA), foi apreendido em ação penal por ter sido utilizado no transporte ilegal de 7kg de crack escondidos no painel e porta-malas do carro, no valor de R$ 14 mil. A droga seria vendida na região de Santa Inês.

A sentença da juíza Denise Pedrosa Torres (4ª Vara de Santa Inês) condenou o traficante a oito anos e seis meses de reclusão, por tráfico interestadual de drogas, e decretou a cessão definitiva do veículo para utilização no policiamento ostensivo e atendimento especializado da Patrulha Maria da Penha da Comarca de Santa Inês, nas ocorrências relacionadas à violência doméstica e familiar contra a mulher. 

Com a ordem judicial, o veículo que estava temporariamente em poder da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (SENARC) durante a instrução criminal, foi cedido ao o 7º Batalhão de Polícia Militar e os policiais receberam treinamento para atuar nas ocorrências. A droga foi encaminhada para incineração.

PATRULHA MARIA DA PENHA

A cessão do automóvel possibilitou a implantação da Patrulha Maria da Penha em Santa Inês, em outubro deste ano. “O Ministério Público ofereceu a denúncia, fez a instrução processual penal e, nas alegações finais, pediu a decretação da perda desse bem para implantação da Patrulha Maria da Penha e a juíza acolheu o pedido”, disse o promotor de Justiça Moisés Caldeira Brant (Santa Inês). 

No ato da instalação da Patrulha Maria da Penha também foi entregue à Polícia Militar um kit composto por um notebook, impressora multifuncional e um aparelho celular para os casos de urgência e emergência para uso no atendimento às ocorrências de violência doméstica.

A Patrulha Maria da Penha foi criada pelo Decreto 31.763 de 20 de maio de 2016, com o objetivo de atender às mulheres vítimas de violência doméstica e familiar e fiscalizar o cumprimento das medidas protetivas de urgência pelos homens autores de violência. No Maranhão, está instalada nos municípios de São Luís e Região Metropolitana, Imperatriz, Balsas, Timon e Santa Inês.

*Com informações do CGJ-MA