Acusados de linchamento são julgados no 2º Tribunal do Júri de São Luís

Foram iniciadas nesta terça-feira (1º) as sessões de júri popular do mês de dezembro no Fórum Des. Sarney Costa, localizado no bairro do Calhau em São Luís.

Na quinta-feira (03) serão julgados por esses mesmos crimes, ocorridos no bairro Jardim São Cristóvão em julho de 2015, Élio Ribeiro Soares, Ismael de Jesus Pereira de Barros, Ivan Santos Figueiredo, Cicero Carneiro de Meireles Filho, Marcos Teixeira Barros e Waldecir Almeida Figueiredo. As sessões são presididas pelo juiz Gilberto de Moura Lima, titular da 2ª Vara do Júri.

Ainda no 2º Tribunal do Júri, serão julgados neste mês de dezembro Júnior Vieira Lobo no dia 9; Robson Franklin Silva Vieira Júnior no dia 11; Josué Santos da Silva, Rony Kássio Chaves de Araújo, Anderson da Silva Pereira, Antônio Victor Souza Campelo, Eduardo Glauber Marques Pereira e Izaias dos Santos Pereira no dia 15 e Janir Pollyana da Silva Salazar dia 17 de dezembro.

Já na 3ª Vara do Júri, que tem como titular o juiz Clésio Coelho Cunha, irão a julgamento Elis Miranda (dia 04), Jean Rodrigo Da Silva Sousa (dia 07), José Carlos Da Silva Verde (dia 09), João Vitor Oliveira da Silva, Marcos Antônio Sousa de Abreu Campelo, Ruan dos Santos Braga e William dos Santos Braga (no dia 14).

Presidido pelo juiz José Ribamar Goulart Heluy Júnior, o 4º Tribunal do Júri julgará Mayron Jackson Almeida Azevedo nesta quarta-feira (02), Paulo César Da Silva Fernandes na próxima quinta (04), Marcelo Teixeira Macedo (dia 07), Paulo Raphael Martins Oliveira e Jerry Augusto Macedo Buceles Júnior ( dia 09), George Francisco Duarte Pereira (dia 11), José Sérgio Pereira Costa (dia 14), Renê Moraes Ribeiro (16) e Wesley Douglas Santos Costa (18).

Na 1ª Vara do Júri, que tem como titular a juíza Rosângela Santos Prazeres Macieira, haverá sessão no dia 10 de dezembro, quando sentará no banco dos réus Adão Carvalho Mendes Filho.

As Varas do Júri são responsáveis pelo julgamento de crimes dolosos contra a vida, como homicídio e tentativa de homicídio, aborto e auxílio ao suicídio.

As sessões de julgamento ocorrerem nos salões localizados no primeiro andar do Fórum Des. Sarney Costa, começando sempre às 8h30. Como medida de prevenção do contágio pelo novo coronavírus (COVID-19) haverá controle de acesso aos salões do júri. É priorizada a entrada de testemunhas processuais, familiares de vítimas e acusados, jurados, promotores de Justiça, defensores públicos e advogados das partes. Os salões também passam por sanitização sempre no dia anterior às sessões. O uso permanente de máscaras é obrigatório para todos.

*Com informações do TJMA