Delegacia de Homicídios investiga latrocínio de jovem evangélico em Imperatriz

Um homem que estava em liberdade provisória, suspeito de diversos crimes, é apontado como autor de um latrocínio ocorrido esta semana no bairro Nova Imperatriz, na região tocantina. Ele foi preso pela Polícia Civil de Imperatriz. O assunto será repercutido no Jornal da Difusora deste sábado (28), às 19h17, apresentado por Hugo Viegas.

O crime foi registrado na rua Rio Grande do Norte e imagens da câmera de segurança registraram o momento em que um grupo de pessoas estava em frente a uma residência e tocaram a campainha. De repente, um homem armado chegou de bicicleta e anunciou o assalto.

Ao mesmo tempo, o jovem Weverton Guilherme Silva Bezerra, de 21 anos, conseguiu colocar as irmãs para dentro da casa e foi atingido com um tiro na cabeça após informar que não estava com o seu celular. Na sequência, o criminoso recolheu os objetos roubados e fugiu imediatamente, a vítima morreu ainda no local. O suspeito do crime é Lucas Silva Sousa, que estava preso até o dia 1° de novembro e havia sido colocado em liberdade.

“Foi reconhecido não só pelas testemunhas que estavam presentes ali no momento do latrocínio, como também pelas vítimas dos assaltos ocorridos anteriormente na mesma noite. Junto com ele também foi apreendida uma bermuda, que foi reconhecida pelas testemunhas como sendo a mesma utilizada no momento do crime. A arma e a bicicleta ainda não foram localizadas, a equipe continua diligenciando”, disse o delegado de homicídios Praxísteles Martins.

Veja abaixo o vídeo do delegado sobre o caso:

O crime cometido contra o jovem Weverton na última quinta-feira (26), causou grande comoção em Imperatriz. Ele era evangélico e gostava de contribuir com as causas sociais. O corpo dele está sendo velado em uma igreja evangélica da cidade.