Operação prende empresário que chefiava organização suspeita de fraudar diplomas e cursos

Um homem foi preso pela Polícia Civil suspeito de comandar uma organização criminosa especializada na prática de crimes de estelionato e de lavagem de dinheiro na oferta de falsos cursos superiores, falsas instituições e na emissão de diplomas inválidos.

O suspeito já tinha sido preso em agosto deste ano em cumprimento a um mandado de prisão expedido pela Central de Inquérito da Justiça de Manaus-AM, pelo mesmo motivo. Agora, ele ficará sob os cuidados da Justiça do Estado do Maranhão e recolhido ao presídio Jorge Vieira, em Timon, onde ocorreu a prisão nesta terça-feira (24).

De acordo com as investigações, as ações criminosas da organização investigada envolvem outras pessoas. O homem preso seria responsável por comandar a associação desde 2010, oferecendo capacitação em cursos não autorizados pelo Ministério da Educação (MEC).

A organização criminosa, segundo a polícia, se apropriava dos valores pagos por estudantes que jamais receberam diplomas de conclusão destes cursos. A quadrilha é investigada por crimes praticados nas cidades maranhenses de São Luís, Santa Inês e Timon, além dos estados do Amazonas, Pará e Paraná.