Mais de sete toneladas de frutas e hortaliças devem ser entregues às pessoas em situação de vulnerabilidade social

Iniciou nesta terça-feira (24) a entrega de alimentos produzidos por agricultores familiares da comunidade de Coquilho para entidades filantrópicas. A aquisição desses alimentos foi realizado por meio de edital do Programa de Compras da Agricultura Familiar (Procaf). Estima-se que cerca de sete toneladas de frutas, verduras, legumes e hortaliças serão entregues ao banco, em duas etapas, para serem selecionadas e distribuídas às pessoas em situação de vulnerabilidade social.

“Atendemos uma comunidade carente de boa alimentação. Estou muito feliz em receber esses alimentos bonitos e de ótima procedência, fresquinhos e produzidos aqui mesmo na nossa terra. Temos crianças com anemia, desnutridas e com certeza farão bom proveito de todas essas frutas e verduras”, disse Ellen Alcântara, diretora da escola comunitária Balançando Sonhos, que beneficiarão em média 130 famílias carentes.

O secretário da Sedes, Márcio Honaiser, participou desta primeira entrega de doações aos representantes das instituições e explicou que ações como esta, beneficiam não só quem está em situação de insegurança alimentar, mas também quem produz os alimentos de alta qualidade, como os agricultores familiares.

“As instituições recebem produtos de hortifruti em excelente estado de consumo para proporcionar às pessoas uma alimentação digna e, consequentemente, uma boa saúde. Além disso, a iniciativa movimenta a economia na zona rural, incentiva os agricultores e fortalece a política de Segurança Alimentar do estado”, pontuou o secretário Márcio Honaiser.