Foguete chinês é visto no céu do Maranhão e chama a atenção de internautas

Uma sonda espacial, a Chang’e 5, saiu em direção à Lua para coletar rochas e outras amostras de solo e transportá-las à Terra, na primeira missão deste tipo em mais de 40 anos. A passagem pelo céu do Brasil levantou a curiosidade de maranhenses nesta segunda-feira (23), que registraram o que parecia para muitos um ‘OVNI‘.

Nas redes sociais, vários internautas registraram o ocorrido por meio de vídeos e fotos. Veja alguns registros:

Os cientistas esperam que, sendo bem-sucedida, a missão permita entender melhor como nosso satélite evoluiu, e até datar com mais precisão as superfícies de outros planetas, como Marte e Mercúrio. O lançamento ocorreu na base espacial de Wenchang, na ilha tropical chinesa de Hainan, às 4h30 da madrugada na China (17h30 de segunda-feira de Brasília), quando o foguete Longa Marcha-5 que transporta a sonda saiu da plataforma.

A operação durará um dia lunar, equivalente a duas semanas terrestres; não pode se prolongar já que o frio da noite no satélite, com temperaturas que chegam a 170 graus abaixo de zero, pode afetar o funcionamento dos delicados mecanismos do artefato espacial. O módulo de regresso armazenará as amostras e irá trazê-las a nosso planeta. A sonda, de acordo com os cálculos, deve aterrissar de volta no começo de dezembro em um ponto da província chinesa da Mongólia Interior.

Os especialistas acreditam que o material obtido, rochas submetidas durante milhões de anos a impactos de meteoros, vento solar e radiações de raios cósmicos, ajudará a esclarecer como a Lua evoluiu. Até agora se acreditava que a atividade vulcânica do satélite acabou há 3,5 bilhões de anos, ainda que algumas observações mais recentes da superfície lunar indiquem que talvez o núcleo do satélite tenha se mantido ativo até somente um ou dois bilhões de anos. Com informações do El País.