PF realiza operação contra compra de votos em Lago da Pedra

Três mandados de busca e apreensão foram cumpridos durante uma operação da Polícia Federal (PF) para apurar um crime de corrupção eleitoral, praticado supostamente, por um candidato a prefeito de Lago da Pedra, a 310 km da capital maranhense. Os mandados foram expedidos pelo magistrado da 74ª Zona Eleitoral do município.

De acordo com a PF, há indícios de que apoiadores do candidato estariam utilizando uma casa lotérica e um correspondente bancário que funciona em uma farmácia, para realizar compra de votos.

O esquema funcionaria da seguinte forma: apoiadores do candidato visitam a casa de eleitores e oferecerem quantia em dinheiro em troca de seus votos. Aqueles eleitores que aceitam a proposta dos apoiadores recebem valores por meio da casa lotérica e do correspondente bancário.

Os materiais apreendidos durante a operação, serão analisados e se confirmadas as suspeitas os investigados responderão pelo crime de corrupção eleitoral, previsto no Art. 299 do Código Eleitoral (Lei nº 4.737/65), com pena que pode chegar a 4 anos de reclusão, além de multa.